quarta-feira, 5 de abril de 2017

Testemunho do adolescente Carlos, da Paróquia do Feijó


Quando recebi pela catequese o convite para participar na Jornada de Adolescentes fiquei interessado e curioso em saber como era um evento destes.

Agora, posso dizer que gostei muito da experiência, porque me ensinou muitas coisas novas sobre a união entre duas pessoas, o namoro, o matrimónio e a castidade.

Houve várias peripécias no meu grupo que nos fizeram rir e animar durante as actividades, o que nos ajudou a desenvolver laços de amizade entre nós.

O que mais gostei foi a actividade denominada “Os filhos, fruto de um amor fecundo”, que nos transmitia como os pais devem ajudar os filhos a desembaraçarem-se. A que menos gostei, “Santidade no matrimónio”, não foi pelo tema mas sim por não ter tido tempo para a concluir.

Posso dizer que adorei esta experiência e fiquei interessado em participar em eventos semelhantes a este.



Carlos Eduardo Pires Carapeto
7º ano, da Paróquia do Feijó


sexta-feira, 31 de março de 2017

Jornada de Adolescentes - Fotos

O catequista João Nunes partilha connosco as suas fotos da Jornada (clique na imagem)!
https://photos.google.com/share/AF1QipMgREggcwQ5-P6h5lnGHkHGib8pOeMlOgK5Xa656L2DJtuZD5-Cq2QxBdsVzAJxsg?key=ZS1kdld6UVdMMmIxRnU4MUlUc2M4anZDcmxhMFln

Testemunho dos adolescentes da Paróquia da Comporta



            Pelo 2º ano consecutivo a Paroquia de S. Pedro da Comporta participou na Jornada de Adolescentes, que nos proporciona um momento de convívio com outras paroquias e outros adolescentes.

A Jornada para o nosso Grupo da Catequese teve inicio às 6:00 da manhã. Foram necessários 3 transportes para chegar ao destino: carro, cataramã e autocarro que foi partilhado com outras paroquias.

O nosso grupo de catequese, apesar de pequeno, tem demonstrado evolução através da participação nestas atividades realizadas pela Diocese e pela Pastoral da Catequese de Setúbal. Com a participação nestes eventos, os catequizandos ficam mais envolvidos e mostram um maior interesse pelas atividades. Para nós, grupo da catequese, mostrou-se como mais uma meta cumprida.

            “Casa de amor, o sonho de Deus”, foi a mensagem com que se intitulou esta Jornada, desta vez com lugar no Barreiro. Durante toda a Jornada, o Grupo da Catequese da Comporta pôde presenciar essa mensagem em todo o percurso, de uma maneira diferente e ativa, mas sempre com um objetivo claro, o Amor a Deus.

Podemos definir esta Jornada como uma forma de passar um dia em convívio em que aprendemos a partilhar e a respeitar as diversas paroquias que constituem a Diocese de Setúbal. Nas diversas atividades que nós pudemos realizar, encontrámos várias maneiras de fortalecer a nossa união a Deus e através das nossas ações tentarmos da melhor maneira realizar o sonho que Deus tem para nós.

De uma maneira simples, profunda o nosso grupo pôde levar para casa uma mensagem de amor e de carinho, para além de amizades e conhecimentos que no fundo enriquecem o nosso gosto por participar nestas Jornadas.



Para mim as jornadas foram:



“Um momento de lazer, com a finalidade de conhecer outras paroquias e em simultâneo conhecer o método de trabalho das mesmas.”

Daniel Silvério



“Vários momentos passados em grande felicidade e partilha. Onde tive o privilégio de conhecer pessoas fantásticas que me ensinaram muito.”

Luísa Pato



“Um dia inesquecível, devido aos momentos proporcionados pela mesma.”

Carolina Carvalho



“Uma forma de enriquecer o meu conhecimento, uma forma de conhecer novas paroquias. Novos catequistas e novos amigos. Consegui aprender muito com a minha equipa...”

Tomás Alexandre






“Casa de Amor, o sonho de Deus” - Jornada de Adolescentes

No passado sábado, dia 25 de março, solenidade da Anunciação do Senhor, realizou-se na cidade do Barreiro, a Jornada Diocesana de Adolescentes. Subordinada ao tema “Casa de Amor, o sonho de Deus”, participaram mais de 600 pessoas, entre adolescentes e catequistas. 
De acordo com o diretor do Secretariado Diocesano da Catequese, Padre Rui Gouveia, todas as atividades foram pensadas tendo em conta a realidade do Sacramento do Matrimónio, tendo como pano de fundo o tema do biénio da Diocese, sobre a Família, e o documento “A alegria do Amor” do Papa Francisco.
Dentro desta temática, os adolescentes celebraram, também o Centenário das Aparições de Fátima: «A Mensagem de Fátima é, sem dúvida, um caminho de construção desta Casa de Amor, assente no perdão, na reconciliação, na reparação e na Eucaristia – afirma o Padre Rui Gouveia – tem como palavras-chave: vocação, namoro, castidade, Matrimónio, santidade, corpo, alma, masculino, feminino, amor, filhos, fidelidade, Trindade, terço, Pastorinhos, Fátima, Sagrada Família, Centenário, Eucaristia».

Existiram oito atividades, correspondendo cada uma delas a um motivo desenvolvido pelos catequistas de cada uma das paróquias da vigararia anfitriã, Barreiro-Moita. Cada atividade, distribuída entre o Parque da Cidade (Barreiro) e a Igreja de Santo André, consistia de um pequeno momento catequético, seguido de um jogo.
Os motivos foram: Vocação ao Amor (Estados de Vida: Matrimónio, Ordem e Vida Consagrada); O Homem e a Mulher imagem de Deus; Os filhos, frutos de um amor fecundo; Amor conjugal: adesão física e interior; Santidade no Matrimónio; Nam(orar) em Castidade; O Corpo (visível) revela a alma (invisível); e Construir sobre a Fidelidade.

Um terço oferecido à mãe do Céu

Ainda no Parque da Cidade, e após o almoço, cada uma das cinquenta equipas de adolescentes rezou uma Avé Maria e encheu um balão, construindo assim um terço vivo, que foi, literalmente oferecido à Mãe do Céu por todas as famílias. Peregrinaram, logo depois, até à Igreja do Barreiro onde foi celebrada a Eucaristia presidida pelo Padre Rui Gouveia.
O Bispo de Setúbal, D. José Ornelas, já tinha presidido à oração da manhã e falou aos adolescentes sobre a importância de construir uma casa sólida sobre o Amor que Jesus nos ensina. «Não se gosta de uma pessoa como se gosta de chocolate» e «Não se gosta de uma pessoa como se gosta de um animal de estimação ou outra coisa qualquer». «Enamorar-se é a aventura mais linda da vida e, igualmente, a mais importante, por isso é preciso levá-la a sério. É olhar para a grande aventura da vida juntos e não simplesmente para uma aventura de um dia, ou um passatempo...
Amar é sonhar juntos, respeitar-se na sua integridade e dignidade, deixando o outro/a livre, porque só quem é livre pode dizer com dignidade: amo-te... Não tenham medo de sonhar o sonho de Deus para a vossa vida, com outro ou outra. Não tenham medo de sonhar o sonho de Deus se ele vos chamar a um amor mais amplo, mais universal, como o do seu Coração, como o de Cristo e dos apóstolos, de tantos homens e mulheres ao longo da história. Não tenham medo se um dia começam a sonhar que podem ser padres, missionários, consagrados, consagradas. Nunca tenham medo de sonhar os sonhos de Deus!». Estas foram algumas das frases utilizadas pelo Prelado para explicar, precisamente isto, aos jovens.


“O milagre do sol”
Para o Padre Rui Gouveia, diretor do secretariado diocesano da catequese, “o grande milagre foi o do sol”: «Contra as previsões do tempo, choveu pouquíssimo, houve sol e não posso deixar ver este pequeno grande prodígio da natureza como um milagre fruto da insistente oração dos catequistas da organização aos Pastorinhos de Fátima».

«Foi um dia bonito – diz o sacerdote – Podemos dizer que humanamente não foi perfeito, mas o "sol" que se fez no céu, que os Pastorinhos "fizeram", creio que foi sinal do que aconteceu no coração de muitos, a começar pelo meu. Assim nos pedia o Evangelho deste Domingo. Jesus juntou a sua família setubalense adolescente com os seus educadores na fé no Barreiro e, com Ele, com a Mãe e o Pai do Céu, fez luz na nossa "casa" e encheu-a de caridade, de amor».

quarta-feira, 29 de março de 2017

Mapa das atividades da Jornada de Adolescentes - Casa de Amor


Encontro Interdiocesano: "Com Maria nos caminhos da Fé"

Nos dias 25 e 26 de fevereiro de 2017, decorreu no Centro Catequético de Fátima, o 45º Encontro Interdiocesano de Catequistas da Zona Centro.
Este encontro realiza-se anualmente e destina-se a todos os catequistas das dioceses de Leiria-Fátima, Lisboa, Portalegre- Castelo Branco, Santarém e Setúbal.
É sempre uma alegria quando se chega a este encontro, uma vez que muitos dos participantes já se conhecem há décadas. É um reencontro de amizade de “velhos” amigos (e novos) para refletirem sobre temáticas sempre atuais e relacionadas com a catequese.
Este ano, as reflexões e as práticas realizadas abordaram conteúdos relacionados com as Comemorações do Centenário das Aparições, mais especificamente, sobre o acontecimento “Fátima” numa perspetiva catequética.
As conferências deste ano foram: “ Eu sou a Senhora do Rosário”, “Dimensão Catequética das Aparições de Fátima” e “Leitura Teológica da Mensagem de Fátima”, apresentadas  pelos Doutor Pedro Valinho, irmã Isolinda Almeida e D. António Marto respetivamente.
Realizaram-se ainda visitas de Estudo à Exposição “As cores do Sol” e à “Casa das Candeias”. Estes dois espaços estão preparados para receberem visitantes, enquadrados na comemoração do centenário.
Foram ainda apresentadas algumas das atividades que o Santuário disponibiliza para as crianças, adolescentes, jovens e adultos, a saber:
- No projeto “Fátima dos pequeninos” é disponibilizado: “Um dia com as crianças”; “Visitas acompanhadas para crianças”; “Primeiros sábados com crianças”; “Peregrinação das crianças” e “Oficinas musicais criativas”.
- No projeto “Fátima dos jovens” é disponibilizado: “Visitas acompanhadas para jovens”; “Casa jovem” e “Espaço Jovem Papa Francisco”.
A informação encontra-se disponível no sítio do santuário: www.fatima.pt (separador PEREGRINAR).
Na verdade, são poucos os catequistas da nossa diocese que participam nesta proposta formativa.
É PENA! 
Para além da formação, reflexão, partilha e vivência da fé, há sempre um espaço de convívio fraterno, à volta de uma mesa farta em especialidades caseiras e umas bebidas reconfortantes, no sábado à noite, após os catequistas terem participado no terço e na procissão de velas, no recinto do santuário.
É um ótimo momento de convívio e de partilha!
Participo, desde há alguns anos e sempre que posso, nesta formação catequética, e asseguro que tenho aprendido (vivido) muito a nível pessoal, comunitário, religioso, espiritual e moral.
É um espaço excelente para crescer!
Este ano, estiveram presentes somente seis catequistas da nossa diocese, incluindo o diretor do nosso Secretariado Diocesano, pe. Rui Gouveia. 
A todos os que lerem este breve texto, lanço-lhes um desafio: reservar, na agenda do próximo ano de 2018, o fim de semana anterior ao dia de carnaval (ou à Quarta-feira de Cinzas) , uma vez que é a data fixa para a realização deste evento.
Vale a pena participar!
Na hora da despedida, nota-se um misto de alegria, pois retornamos a casa, e de tristeza, pois foi tanto o que recebemos, naqueles dois dias que gostaríamos de permanecer lá por mais algum tempo. No entanto, sentimos que voltamos para casa mais fortalecidos para enfrentarmos o nosso dia-a-dia.

Abraço fraterno,
Artur Barros

Jornada de Adolescentes 2017


Programa:
9h00     - Acolhimento/check-in e Oração da manhã
10h00    - Formação de equipas e início dos jogos
13h00   - Almoço por equipas
14h30   - Atividade em conjunto
15h15    - Peregrinação até S. Maria
16h15   - Eucaristia
18h00    - Regresso a casa